BR amplia rede de distribuição de gás natural no Espírito Santo

A Petrobras Distribuidora iniciou em julho último a construção da rede de distribuição de gás natural canalizado dos municípios de Itapemirim e Cachoeiro de Itapemirim, no Espírito Santo. O empreendimento possui uma extensão de 60 quilômetros de dutos, com capacidade para transportar 600 mil m³/dia de gás natural, que serão destinados às indústrias, aos postos de combustíveis e estabelecimentos comerciais dos dois municípios capixabas.

O projeto deverá consumir investimentos da ordem de R$ 50,3 milhões e tem conclusão prevista para o fim do ano de 2009. As duas cidades foram escolhidas em função do potencial econômico da região e das prioridades determinadas pelo plano de desenvolvimento do estado para 2025. Estiveram presentes à cerimônia de lançamento da obra o presidente da Petrobras Distribuidora, José Eduardo Dutra, o governador do Espírito Santo, Paulo Hartung, o secretário Estadual de Desenvolvimento, Guilherme Dias e representantes de órgãos públicos dos dois municípios.

Desenvolvimento e competitividade

Durante a solenidade realizada em Cachoeiro do Itaperim, o presidente da Petrobras Distribuidora, José Eduardo Dutra, afirmou que o clima de parceria entre a companhia e o governo do Espírito Santo possibilita a alavancagem do desenvolvimento industrial na região. "Estamos fazendo história neste momento, ao contribuir para que capixabas e brasileiros tenham uma melhor condição de vida nas próximas gerações".

Os 60 km da rede de distribuição dos municípios de Itapemirim e Cachoeiro do Itapemirim compreendem o trecho entre a estação do gasoduto Cabiúnas-Vitória, em Itapemirim, e a localidade de Monte Líbano, em Cachoeiro e deverão gerar inúmeros benefícios para a região, considerada o principal centro econômico do sul do Espírito Santo.

O gasoduto a ser construído pela BR foi planejado de modo a minimizar as interferências no entorno de seu traçado e já possui autorização de instalação dos órgãos ambientais dos governos estadual e federal. A tubulação – produzida com 50% em aço e 50% em polietileno, diâmetro de oito polegadas e profundidade de instalação entre 1,5 e 2,0 metros – disporá de equipamentos de segurança como conjuntos de monitoramento e proteção anti-corrosão, odorização do gás natural e sinalização da área onde o duto será enterrado. Em seu período de maior intensidade, a obra deverá gerar cerca de 120 empregos diretos.

A Petrobras Distribuidora atua no segmento de distribuição de gás natural no Espírito Santo há 15 anos e é responsável atualmente pelo atendimento a 26 postos de combustíveis, 140 estabelecimentos comerciais, 11.000 unidades residenciais e 27 indústrias, o que corresponde a um volume de fornecimento mais de 2 milhões de m³ de gás natural diariamente.

Voltar