Produção do campo de Peroá já supera a de Manati

O campo de Peroá, na Bacia do Espírito Santo, é hoje a maior área offhore produtora de gás natural do país. O campo já supera a produção da Petrobras em Manati, na Bacia de Camamu, e produziu 220,9 milhões de m³ em agosto, uma média de 7,12 milhões de m³/dia de gás natural.

O campo de Manati produziu, no mesmo mês, 154,1 milhões de m³, média de 4,97 milhões de m³/dia de gás natural. As informações fazem parte de relatório da ANP sobre a produção dos campos na plataforma continental do país.

A Petrobras iniciou em fevereiro de 2006 a produção de gás no campo de Peroá. A Unidade de Tratamento de Gás de Cacimbas (UTGC), localizada no município de Linhares, está processando o gás. A estatal aplicou R$ 550 milhões na primeira fase do projeto, que inclui a plataforma, o gasoduto marítimo e a UTGC. A plataforma está instalada no litoral norte do Espírito Santo, em lâmina d'água de 67 m, e tem capacidade para processar 8 milhões de m³/dia.

Com o início da operação do gasoduto Cabiúnas - Vitória, a Petrobras colocou em operação em fevereiro a fase 2 do campo de Peroá, que receberá investimentos da ordem de R$ 470 milhões. Em julho, a petroleira informou à ANP nova a descoberta de indícios de gás natural e condensado em Peroá. O poço pioneiro adjacente 4BRSA620ESS foi perfurado pela semi-submersível P-17 e atingiu a profundidade de 2.995 m.

Fonte: Brasil Energia/Gas Brasil/Sindcomb

Voltar