Brasil: Novo experimento entre diesel e gás natural para reduzir a contaminação

Um estudo elaborado pela Faculdade de Engenharia Civil da Universidade de Campinas, no Brasil, revelou que a mistura do diesel e gás natural é possível. O pesquisador Dimitri Lobkov, em seu projeto de mestrado, mostrou que com a combinação destes dois combustíveis (15% de diesel e 85% de gás natural) pode-se reduzir a zero a emissão de material particulado (um dos poluentes mais prejudiciais para a saúde) ao meio ambiente.

O professor titular da pesquisa, Carlos Guimarães, explicou que o gás natural não era utilizado por veículos com motor a diesel porque estes não possuem velas de ignição (diferente dos veículos a gasolina). Este problema foi resolvido com o desenvolvimento de um equipamento que mistura os dois combustíveis, e que a ignição é produzida mediante a compressão de ambos energéticos em uma câmara especial. Lobkov acrescentou que se manteve somente 15% de diesel na mistura para gerar a combustão, e que esta é sua única função.

Guimarães indicou que os testes se realizaram em uma unidade da Toyota, fabricada durante os anos 70, que estava fora de uso. A redução nas emissões contaminates, segundo assinalou, pode ser constatado visualmente. “Enquanto utilizávamos o diesel, o motor emitia uma densa fumaça escura. Mas quando misturávamos o gás, a fumaça simplesmente desaparecia”, assegurou.
Além dos benefícios que esta nova iniciativa trará, especialmente para o meio ambiente, sua implementação no transporte pesado dependerá de vários fatores, como a estabilidade dos preços e a disponibilidade do gás natural. Atualmente, no Brasil uma grande porcentagem deste energético vem do exterior, especialmente da Bolívia.

Voltar