Opel lança modelo a GNV de alta performance

A necessidade de oferecer veículos mais econômicos faz com que diversas fabricantes se empenhem em lançar modelos menos poluentes e que consomem menos combustível. Nesta situação, há espaço para automóveis híbridos, modelos completamente movidos a eletricidade e carros que podem queimar gás natural. E esta última opção é a aposta da Opel para melhorar as vendas da Zafira no Velho Continente, tendo chegada às concessionárias européias prevista para janeiro do ano que vem.

O novo modelo foi batizado pela Opel de Zafira 1.6 CNG (sigla de "Compress Natural Gas") Turbo, que será mostrado ao público durante o Salão de Bolonha, entre os dias 5 e 14 de dezembro. Trata-se do primeiro modelo a gás natural turbinado do segmento, segundo a Opel, e que pode queimar também gasolina. A fabricante alemã divulga potência de 150 cv para o modelo, com torque de 21,4 kgfm. A velocidade máxima do modelo é de 200 km/h e ele oferece autonomia para 370 quilômetros consumindo gás natural, além de 150 km garantidos pelo compartimento reserva de 14 litros de gasolina.

De acordo com a Opel, o gasto com combustível é 50% menor com o modelo movido a gás, se comparados os custos do modelo a gasolina similar, mas isto também depende de outros fatores, como local em que se vive, preços praticados nos postos pelo GNV, taxas governamentais e, é claro, do pé direito do condutor. O gás também é mais amigável ao meio ambiente após ser queimado, apesar de requerer uma série de modificações nas versões comuns para "adaptação" - esta Zafira conta com nada menos que quatro tanques de gás, todos separados.

Esta é uma das últimas cartadas da atual geração da Zafira, que deve ser substituída em 2010.

Fonte: Auto Diário (SP)/Gás Brasil/Sindcomb Notícias, 14/11/08.

Voltar