Redução do IPVA para carros a gás faz conversões crescerem no Rio de Janeiro

Segundo a ABgnv, foram feitas 26 mil conversões no estado em 2008, enquanto em São Paulo esse número é de 6.500

O número de conversões de automóveis para GNV (Gás Natural Veicular) apresentou um crescimento significativo no Rio de Janeiro, no mês de novembro: de 30% em relação ao mês anterior, segundo a ALGNV (Associação Latino Americana de GNV). Para a entidade, contribuiu para isso a redução incentivada do IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículo Automotor) no estado e da campanha de incentivo ao uso do gás natural, promovida no Rio de Janeiro.


Outros estados
Segundo dados da ABgnv (Associação Brasileira de Gás Natural Veicular), em 2008, o estado do Rio de Janeiro já teve 26 mil conversões feitas. O número é maior do que o de estados como São Paulo (6.500), Minas Gerais (1.100), Santa Catarina (950), Rio Grande do Sul (600) e Distrito Federal (580).
Segundo a entidade, alguns fatores estão prejudicando o GNV, como a diminuição no número de postos em alguns estados, nos últimos meses, que influencia na decisão do consumidor, que passa a acreditar que o abastecimento ficará mais difícil com menos alternativas, e que terá que se deslocar apenas para abastecer.


Soma-se a isso o crescente mercado informal, e as instalações e desinstalações de pessoas que trocam de carro e transferem o kit GNV do usado para o novo veículo. Ainda segundo a entidade, o mercado informal representa 15% das conversões, e as retiradas, em torno de 12%.


IPVA para carro a GNV
No Rio de Janeiro, a alíquota para o carro movido a GNV para o pagamento do IPVA é uma das menores: de 1%, enquanto os veículos flex têm uma porcentagem de 4% e os movido somente a álcool de 2%.


Já em São Paulo, os carros a GNV têm uma alíquota de 3%, contra 4% dos flex e 3% do álcool, enquanto em Minas Gerias, a alíquota é de 4%, independente do combustível utilizado.

Voltar