Compagas investirá R$ 30 milhões para 2009

Valor é 50% superior ao executado em 2008

O investimento da Companhia Paranaense de Gás (Compagas) em 2009 será 50% maior que o de 2008, decidiu o Conselho de Administração e Finanças (CAD) da empresa na reunião do dia 11 de dezembro sobre os projetos para 2009. O ritmo de obras será mantido, os novos planos serão colocados em prática e, com isso, os investimentos para o próximo ano deverão chegar a R$ 30 milhões, 50% maiores que os R$ 20 milhões executados neste ano. Entre os principais projetos aprovados no orçamento para 2009 estão a expansão do mercado de Gás Natural Comprimido (GNC), o projeto Curitiba Nordeste (execução de ramais para abastecer novas regiões da cidade), a obtenção de licenças para a construção da rede de gás na região papeleira (Jaguariaíva, Arapoti e Telêmaco Borba) e no norte do Paraná, que hoje conta com gás natural comprimido em apenas um posto de Londrina, além da disponibilização do gás natural liquefeito (GNL) para a cidade de Cornélio Procópio.

“A expansão para outras regiões, como a de Londrina, faz parte da estratégia da companhia de crescer de forma sustentável em toda a nossa área de concessão”, diz o diretor técnico-comercial, Aloísio Xavier Lopes. O diretor presidente, Luiz Carlos Meinert, ressalta que o orçamento de 2009 contempla ações que deverão ser realizadas para atingir metas estipuladas para os próximos cinco anos. “Em 2009 daremos início aos projetos que visam, dentre outras conquistas, atingir 22 mil clientes até 2013”, afirma.

Além das ações citadas, o orçamento prevê a conclusão das obras iniciadas em 2008 e o início da construção do ramal que possibilitará a distribuição de gás natural para hotéis e, na seqüência, residências e outros estabelecimentos comerciais da região central de Curitiba. Este projeto, o Curitiba Nordeste, também prevê a execução de mais 5 km de rede na Linha Verde até a região do trevo do Atuba, o que possibilitará a entrada do gás nos bairros Juvevê e Cabral e nas cidades de Campina Grande do Sul e Quatro Barras nos próximos anos. “Com todos estes investimentos, iremos trabalhar para consolidar e ampliar a presença do gás natural em diferentes segmentos do mercado”, completa Meinert.

Balanço de 2008

A Compagas investiu em 2008 mais de R$ 20 milhões na expansão da rede de distribuição de gás natural em três municípios: Ponta Grossa, São José dos Pinhais e Campo Largo. Os investimentos iniciaram quando a companhia liberou R$ 10 milhões para as obras do Projeto Ponta Grossa II, que prevê a construção de mais de 14 km de rede na cidade. Hoje, 65% do projeto está finalizado e a previsão é que a obra seja concluída até maio de 2009.

Em fevereiro deste ano, mais R$ 6,4 milhões foram liberados para a execução do projeto São José dos Pinhais II. Os 10 km do projeto já estão finalizados e a rede deve entrar em operação no início de 2009 para atender indústrias e comércios da região.

Com o objetivo de aumentar a confiabilidade da rede de distribuição de gás natural, a companhia executa as obras de construção do ramal que ligará o city gate de Campo Largo à cidade, interligando com a rede já existente. Para tanto, serão investidos R$ 4,3 em 10 km de rede. Atualmente, 20% da obra já está concluída e a previsão de entrega do ramal é em maio de 2009.

Presente em sete municípios, a Compagas conta com 500 km de extensão em rede de distribuição de gás e sua meta para os próximos anos é trabalhar para expandir cada vez mais sua atuação na área de concessão, chegando, como acima mencionado, a 22 mil clientes em 2013.

Voltar