Energia Renovável

Petróleo em Rede


Nesta quinta-feira (12/03) começou em São Paulo o Ecogerma 2009, um congresso e feira de tecnologias sustentáveis, promovido pela Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha. O evento acontece até domingo (15), e a expectativa é que movimente cerca de R$ 200 milhões em novos negócios.

O objetivo
A Ecogerma visa gerar negócios e projetos de cooperação em seis áreas principais: energia, tecnologias ambientais, infraestrutura, pesquisa e desenvolvimento, indústria e bens de consumo e agricultura sustentáveis.

A Alemanha é líder no setor, com 30% de participação no mercado mundial de geração de energias renováveis, 25% no mercado de tratamento de resíduos e tecnologias para reciclagem, e 20% no mercado de tecnologia para a mobilidade (transporte).

Capixabas na área
O público estimado pela organização é de 20 a 30 mil visitantes nos quatro dias de atividades. Aproximadamente 200 expositores do Brasil e da Alemanha estão na feira, entre eles o Governo do ES e a Federação das Indústrias do Estado (Findes), que estão em um estande de 30 m2. Os representantes capixabas pretendem atrair novos participantes para o Encontro Econômico Brasil-Alemanha, que acontece entre os dias 31 de agosto e 2 de setembro, em Vitória.

Debate
O Congresso Ecogerma 2009 é realizado até sexta-feira (13/3), no Centro de Convenções do Hotel Transamérica, em São Paulo. Serão oito simpósios sobre temas como energias renováveis (eólica e solar), eficiência energética em edificações, estádios com energia solar para a Copa de 2014, proteção de florestas tropicais, recuperação de áreas contaminadas, tecnologias para redes de esgoto sustentáveis, lixo eletrônico, entre outros.

Rodadas de Negócios
No sábado (14/3), expositores alemães se reunirão com empresas, instituições e institutos de pesquisa brasileiros, em busca de cooperação para o desenvolvimento de tecnologias sustentáveis para tratamento de água e efluentes; reciclagem e gerenciamento de resíduos; gerenciamento ambiental; engenharia agrícola; eficiência energética; entre outros.

**
Articulação para novo pólo
A possibilidade de apoio técnico e de articulações com apoio da Superintendência dos Projetos de Polarização Industrial (Suppin) ao município de Aracruz, como organização do processo de cessão de áreas e de comercialização e definição do modelo de gestão e projetos de infraestrutura para desenvolvimento e consolidação de um pólo empresarial. Este foi o resultado da reunião realizada nesta quarta-feira (11/3) entre representantes da Suppin e do município.


**
Aneel
O ministro de Minas de Energia, Edison Lobão, dá posse nesta sexta-feira (13), às 11h, no auditório do subsolo do MME, o novo diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Nelson Hubner.


Nelson Hubner, que foi ministro interino de Minas e Energia em 2007, é engenheiro eletricista formado pela Universidade Federal Fluminense (UFF) com pós-graduação em Matemática. Em 1995 assumiu ai Diretoria de Distribuição da Companhia Energética de Brasília (CEB). Em 2002, foi assessor no Departamento de Política Energética do MME depois de ser Assistente da Superintendência de Fiscalização dos Serviços de Eletricidade da Aneel. Em 2003, foi chefe de Gabinete da então ministra de Minas e Energia, Dilma Rousseff e secretário-Executivo do MME entre 2005 e 2007.

Fonte:
Petróleo em Rede
DaniKlein e Redaçao - 12/03/2009 23:16:30

Voltar