Cratera abre na Reta da penha, Vitória

Manhã de muitos transtornos para quem passava ou precisaria passar pela Reta da Penha, uma das mais movimentadas de Vitória. A pista do sentido Serra - Centro da capital foi interditada e nem mesmo pedestres transitam pelo local. Por conta disso, diversas avenidas de Vitória, como Dante Michelini e Fernando Ferrari, estão congestionadas.

Uma tubulação da Cesan rompeu e fez o asfalto ceder, o que provocou a abertura de um enorme buraco nesse sentido, pouco antes da entrada para a avenida Rio Branco, na Praia do Canto. O fluxo de veículos é desviado pela Constante Sodré, em direção à avenida Leitão da Silva.

A cratera que se abriu após o rompimento da tubulação tomou quase todas as três faixas da Reta da Penha, no sentido Centro. Três carros que passavam pelo local na hora em que a tubulação rompeu ficaram danificados, com portas e rodas empenadas. Um foi removido e os outros dois ainda vão ser retirados, o que só pode ser feito com auxílio de um guincho.

Técnicos da Cesan já estão no local e há um trator na Reta da Penha para iniciar os trabalhos de conserto. Não há previsão de quando o trânsito será liberado.

Agentes de trânsito, Polícia Militar e equipes da Cesan estão no local onde a cratera se abriu. Como o trânsito de veículos na Reta da Penha é intenso, a cratera poderia aumentar de tamanho caso tráfego não fosse impedido.

Alternativas

Vários agentes de trânsito estão no local para auxiliar os motoristas. Quem deixa a avenida Fernando Ferrari com destino ao Centro da capital não tem como passar pela Reta da Penha. A opção é virar à direita assim que deixar a ponte da passagem e seguir por Maruípe.

Quem segue no sentido Jardim da Penha - Centro utiliza a Rua Constante Sodré como desvio para acessar a Avenida Leitão da Silva e, de lá, a Avenida César Hilal ou Beira Mar.

Quem vem da Avenida Fernando Ferrari deve evitar a Reta da Penha e acessar diretamente a Avenida Leitão da Silva. Mas o motorista deverá redobrar a atenção. A Rua Dona Ana Maria Rosa, que faz a ligação da Ponte da Passagem até a Leitão da Silva, está parcialmente interditada para reformas.

De acordo com a Secretaria de Obras da Prefeitura de Vitória, a pista da direita vai ficar totalmente fechada. As casas e estabelecimentos comerciais vão ser desapropriados.

Outra opção para o motorista que vão do município da Serra ou dos bairros da parte continental de Vitória para o Centro da capital ou para Vila Velha é seguir pela avenida Dante Michelini.

Por causa da interdição da Reta da Penha, o fluxo de veículos de Vitória foi distribuído por outras avenidas da capital, que também sofrem com obras de infra-estrutura.

Na Avenida Fernando Ferrari, que passa por duplicação, e na Avenida Dante Michelini, onde a Ponte de Camburi está sendo duplicada, o trânsito está bastante congestionado.

Fonte:
Beth Guerra e Fábio Botacin
http://gazetaonline.globo.com/noticias/minutoaminuto/local/local_materia.php?cd_matia=369322&cd_site=843

Voltar