Petrobras é pré-classificada para buscar petróleo no Uruguai

A Petrobras foi pré-classificada para a licitação da prospecção e exploração de petróleo na plataforma continental uruguaia, informou hoje a companhia estatal de combustíveis do Uruguai, Ancap.

A empresa brasileira terá como concorrentes as petrolíferas YPF e Pluspetrol, da Argentina; BHP Biliton, da Austrália; Galp, de Portugal; e PDVSA, da Venezuela.

Agora, elas têm até 30 de junho para apresentar suas propostas concretas de prospecção.

Na primeira fase, um total de 20 empresas havia mostrado interesse e a maioria delas comprou informação e dados do estudo sobre a plataforma marítima que a Ancap encomendou a uma empresa norueguesa, por US$ 8 milhões.

Após esses estudos, a área do oceano Atlântico em frente à costa uruguaia foi dividida em 11 blocos, divididos em dois níveis, de acordo com a complexidade.

Cada um deles será licitado individualmente, para petróleo e gás.

Na segunda etapa de pré-classificação, a Ancap levará em conta o plano de prospecção, o custo de exploração e a margem de participação que oferecida ao Estado uruguaio.

Segundo as estimativas dos técnicos da empresa uruguaia de combustíveis, uma vez finalizado o processo, ainda vai demorar pelo menos três anos, até que os estudos apontem, com certeza, se realmente existe petróleo e gás na plataforma uruguaia.

O Uruguai importa todo o petróleo que consome e, por isso, o preço dos combustíveis é frequentemente afetado pelas oscilações em sua cotação internacional.

Voltar