ES: Ubu processará 2,5 milhões de m³/dia de gás até 2010

A Unidade Tratamento de Gás Sul Capixaba, localizada em Ubu, no municípío de Anchieta, deve entrar em operação até junho de 2010. O projeto de R$ 1,2 bilhão de investimento já está em execução e emprega atualmente mais de 1,8 mil trabalhadores da área da construção civil. Quando estiver em pleno funcionamento, a UTG de Ubu terá capacidade para processar diariamente 2,5 milhões de metros cúbicos.

A nova unidade será responsável pelo processamento de gás natural produzido nos campos de petróleo no litoral Sul capixaba, no denominado Parque das Baleias. A previsão é de que até o término das obras, em meados de 2010, sejam contratados mais 365 trabalhadores do Espírito Santo.

Nesta quinta-feira (30 de março), durante visita ao canteiro de obras da nova planta da Petrobras no Espírito Santo, o governador Paulo Hartung destacou a posição estratégica do município de Anchieta para o desenvolvimento regional. "Nós temos um pólo de produção de óleo pesado, óleo leve e gás nesta região, vamos ter uma UTG, vamos ter um porto de suprimento aqui na frente, que vai trazer muitas empresas, mais a Samarco que quer construir uma quarta usina", disse Hartung.

O gerente-geral da Unidade de Negócios da Petrobras no Estado, Márcio Félix, apresentou a nova planta da unidade ao governador Paulo Hartung, ao prefeito de Anchieta, Edival Petri, e ao presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon), Aristóteles Passos Costa Neto. Também participaram da visita, o secretário de Estado de Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social, Tarcísio Celso Vieira de Vargas, o secretário de Estado de Desenvolvimento, Guilherme Dias, e o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT-ES), José Carlos Nunes.

Dos 1.827 trabalhadores nas obras da UTG Sul Capixaba, 1.511 são do Espírito Santo. "Isso é um trabalho do Governo do Estado, prefeituras e o Senai para fortalecer e gerar oportunidade para os profissionais capixabas. Assinamos um protocolo ontem para buscar trabalhadores locais nos projetos, visando amortecer os impactos da crise", disse o governador.

O governador citou como exemplo a soldadora Alquimara da Silva Alves, 25 anos, formada em 2006 no Senai da cidade de Anchieta, em parceria com a prefeitura e o Governo do Estado. A primeira solda da UTG Sul Capixaba foi feita pela capixaba, que sonha agora em trabalhar numa plataforma de petróleo. "Me sinto uma guerreira conquistando esse espaço", contou.

Investimentos

O gerente-geral da Unidade de Negócios da Petrobras no Estado, Márcio Félix, destacou os novos projetos previstos pela estatal no Sul do Espírito Santo, no denominado Parque das Baleias, onde se deu a produção pioneira do pré-sal no País, no campo de Jubarte).

Dos R$ 8 bilhões previstos para serem investidos neste ano, cerca de 70% serão aplicados na região. Ao todo, são seis novas plataformas: FPSO Capixaba, em parceria com a Shell, que inicia a operação em junho deste ano; P-57, para o campo de Jubarte, em 2011; P-58, no campo de Baleia Franca, prevista para 2014; P-62, em campo a ser definido; e outras duas plataformas, para 2012 e 2017, no campo de Baleia Azul.

Gasodutos

Há ainda os projetos previstos para os próximos meses, como, por exemplo, a conclusão das obras da UTG Sul, que contará ainda com um gasoduto de 83 quilômetros ligando o Parque das Baleias à unidade; um ramal ligando a planta até o Gasoduto Sudeste Nordeste (Gasene) - gasoduto que liga Cabiunas (Rio de Janeiro) até Catu (Bahia), passando pelo Espírito Santo -; e um outro ligando até a Samarco Mineração.

Félix ainda informou que a construção do gasoduto do Sistema de Escoamento e Tratamento de Gás Sul Capixaba deve ser concluída no segundo semestre deste ano. Já está sendo montado o canteiro de obras da perfuração direcional para passagem do gasoduto sob a praia. O local conta com sistema de coleta seletiva de lixo e um grupo de apoio à emergência.

"Na visão estratégica do nosso governo, a região da Ponta de Ubu é um pólo de articulação do desenvolvimento do Espírito Santo e do Brasil. Não basta ter petróleo se não há desenvolvimento econômico sustentável. Sabemos que é um bem finito", destacou o governador Paulo Hartung, que, após visitar as obras, cumprimentou os trabalhadores no refeitório e no centro de vivência reservado aos funcionários da obra.

Voltar