FEI apresenta ao mercado os veículos do futuro



fonte: Webtranspo

Um grupo de estudantes do curso de Engenharia Mecânica Automobilística da FEI (Fundação Educacional Inaciana) apresentou na semana passada oito projetos de veículos que prometem ser os modelos utilizados nos grandes centros no futuro.

Com design e aplicações inovadoras, os protótipos dos alunos fizeram parte da 43ª edição do ExpoMecAut (Exposição de Projetos de Formatura do Curso de Engenharia Mecânica Automobilística) da instituição de ensino, no campus de São Bernardo do Campo (SP).

Entre as criações, estão uma picape com capacidade para suportar mais volume do que o convencional, um veículo anfíbio blindado para o Exército, um esportivo com acionamento eletrônico nas válvulas e um carro exclusivo para autoescola.

Para cargas e passageiros

Segundo informações dos formandos, a picape intermediária VERSAT possibilita que o usuário tenha um veículo para transporte de carga e passageiros. Com cabine simples para duas pessoas, o veículo ganha versão carga ampliada ao deitar e deslizar o banco do passageiro para frente e movimentar o teto para aumentar o espaço da caçamba, que pode transportar 1.261 litros.

“Com cabine dupla para cinco pessoas, a caçamba da picape pode carregar até 660 litros”, diz o formando Edgar Denis de Jesus. O preço sugerido da Versat é cerca de R$ 50 mil.

O Argos foi desenvolvido para ser utilizado em áreas de acesso complicado. Trata-se de um carro anfíbio de seis rodas projetado para o Exército nacional e com capacidade para transportar até dez pessoas. Destinado também a centros urbanos, o veículo é equipado com tecnologia embarcada, como GPS e controle da pressão dos pneus.

“Uma das prioridades era em relação à velocidade, que nas rodovias desenvolve 100 quilômetros por hora e em águas calmas nove quilômetros por hora. O Argos chega a 110 quilômetros e na água 15 quilômetros por hora”, conta Rafael Ferreira Dias, integrante do grupo.

Para motoristas iniciantes

Para o segmento de autoescolas, o Access é a sugestão. Segundo informações dos alunos, o veículo popular é equipado com display que mostra ao instrutor o desempenho do aluno, como as marchas mais utilizadas e a velocidade média desenvolvida.

“O carro possui dois volantes e dois conjuntos de pedais, que podem ser removidos com facilidade, ideal para passeios no fim de semana”, diz Herlon Romero, ao sugerir a faixa de R$ 28 mil e R$ 30 mil como preço do veículo.

Confira os demais projetos apresentados:

Bullet – Esportivo com acionamento eletrônico das válvulas do motor para melhor desempenho, com aumento de 12% na potência máxima do motor e economia de 8% do consumo de combustível.

Carabau – Projetado para ajudar o pequeno produtor agrícola a transportar cargas, acoplar e mover pequenos implementos agrícolas, bombeamento de água, transitar até no asfalto.

Reise – Protótipo urbano que lembra uma minivan, o veículo traz uma evolução da tecnologia flex. Para isso, é utilizado um compressor para obter pressão que propicia melhor aproveitamento do combustível, conforme rotação e carga do pedal. O projeto visa otimizar em aproximadamente 12% a 15% do rendimento energético do motor a gasolina e álcool.

Rocky – Compacto urbano para dois passageiros, pode ser utilizado por frotistas na entrega de mercadorias leves e até pela família.

Skid – Minitrator multifuncional, com pá carregadeira e escavadeira, o veículo possui troca rápida de implementos. Com dimensões menores, é ideal para construções de pequeno e médio portes. (Webtranspo)

Voltar