Veículos a GNV precisam de Certificado de Segurança Veicular para renovar o licenciamento

A partir deste mês o Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran-ES) começa a cobrar o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRVL). O certificado é de porte obrigatório e renovado anualmente, sendo que o processo de renovação compreende o recolhimento dos impostos, taxas e multas devidas pelo proprietário do veículo. Os veículos convertidos a Gás Natural Veicular (GNV), que circulam pelo Estado só terão a renovação do CRLV liberada se estiverem com a inspeção veicular em dia.

A medida está prevista na Instrução de Serviço E Nº 0027, de 14 de abril de 2004, do Detran-ES, e na Resolução nº280/2008 do Denatran, que determina a obrigatoriedade da inspeção anual nos veículos com Gás Natural e estabelece a emissão do documento obrigatório CRLV somente após a renovação do Certificado de Segurança Veicular (CSV). O GNV, além de ser um combustível seguro, reduz em até 90% a emissão de poluentes na atmosfera, motivo pelo qual diversos paises tem incentivado sua utilização nas frotas de veículos.

Para que a determinação seja cumprida, o Detran-ES, juntamente com o Batalhão de Polícia de Trânsito Rodoviário e Urbano (BPRv) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF), realizará blitz para identificar os veículos que estão sem o CSV, multando os condutores e apreendendo os veículos mesmo que estes estejam com o IPVA e o licenciamento pagos.

De acordo com a Associação Nacional dos Organismos de Inspeção Veicular – Seccional Espírito Santo (Angis-ES), os motoristas de veículos a GNV que estão com o CSV vencido devem levar os seus automóveis para passar por uma inspeção nas instituições licenciadas pelo Denatran. Para fazer a inspeção é preciso levar o documento do veículo, a carteira de habilitação do condutor, além do certificado relativo ao ano anterior. Segundo o engenheiro e conselheiro da Angis, Carlos Bressan, os veículos que circulam irregularmente nas vias púbicas podem causar graves acidentes. “Muitos desses veículos foram convertidos para GNV por profissionais não habilitados e em oficinas não-autorizadas pelo Inmetro. A única forma de coibir é com a fiscalização adequada”, ressalta.

Os motoristas que forem encontrados em situação irregular levarão duas multas. Os que estiverem com o CSV vencido estão sujeitos à multa de natureza grave no valor de R$ 127,69, além de ter o carro apreendido e perder cinco pontos na carteira. Já os que não renovarem o CRLV serão multados em R$ 191,54, perdem sete pontos na carteira (infração gravíssima), além de ter o veículo apreendido.

Inspeção Veicular

A inspeção veicular é realizada por meio de equipamentos computadorizados em linha de inspeção mecanizada de última geração, no qual são verificados aproximadamente 100 itens do veículo. No procedimento, é possível verificar se o motorista fez instalações clandestinas no kit GNV. Também é verificado se o condutor instalou o kit em oficinas não autorizadas, além de ser feita a checagem dos itens de segurança do automóvel.


Onde renovar o Certificado de Segurança Veicular (CSV)

Civa (Centro de Inspeção Veicular). Rod. BR 262, km 15, s/n – Jardim América, Cariacica. 3226-4445.

IQT (Instituto de Qualidade e Tecnologia de Segurança Veicular). Rod. BR 101 Norte, km 12, Carapina, Serra. 3338-6320.

Instec (Instituto de Tecnologia Capixaba) de Cachoeiro de Itapemirim. Rodovia Mauro Miranda Madureira, 500, Coramara. (28) 3517-8779.

Instec (Instituto de Tecnologia Capixaba) de São Mateus Rua Inácio Fundão, 729, Bairro Posto Esso. (28) 3763-6661.

Voltar