Lobão diz que governo pode decidir o regime de urgência do pré-sal

O Ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse nesta quinta-feira (03/09) durante o programa Bom Dia, Ministro, para emissoras de rádio, que uma reunião do conselho político com a participação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva pode decidir hoje se mantém ou não o pedido de urgência constitucional de 90 dias para análise dos quatro projetos que tratam do marco regulatório do pré-sal pelo Congresso. Após este prazo, as propostas trancam a pauta.

Segundo ele, "alguns líderes favoráveis ao pedido, voltaram atrás e mudaram de posição". Ele acredita que o caráter de urgência é necessário por causa do período de eleições no próximo ano que, segundo ele, pode desviar o foco da atenção e atrasar a criação de uma nova lei importante para o país.

Sobre a questão dos royalties do pré-sal, o ministro disse que não houve um acordo entre os governadores dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Espírito Santo para a distribuição dos recursos gerados. Lobão disse ainda que o Fundo Social que será criado para projetos de combate à pobreza, vai beneficiar a todos os brasileiros e não somente os que vivem nos estados produtores.

Fonte: GasNet

Voltar