GNV será o principal combustível na próxima década

A Associação Internacional de Veículos a Gás Natural (IANGV) informou através de um comunicado de imprensa seus pontos de vista e perspectivas com relação ao futuro da indústria do GNV. De forma simultânea, apresenta a NGV 2010 Roma como a plataforma de lançamento ideal, que faz parte de um panorama bastante promissor.

“Espera-se que com o crescente interesse em combustíveis alternativos sejam somados mais de cinqüenta milhões de veículos a gás natural nas estradas do mundo durante os próximos dez anos. Desta maneira, será possível abranger 9% da frota de transporte até o ano 2020 e o gás natural se transformará na escolha de combustível principal em lugar da gasolina e do diesel. Essa é a mensagem da IANGV no período anterior à conferencia e exposição bienal NGV 2010 Roma que acontecerá de 8 a 10 de junho próximo”, menciona o texto.


“De acordo com as projeções feitas em 2006, que já demonstraram ser muito precisas para a data, a associação expressa que, na diversidade das aplicações com que conta o gás natural veicular, ele supera as limitações de outros combustíveis alternativos e estimula um crescimento contínuo e real para o carburante que atualmente faz funcionar mais de 11 milhões de veículos em todo o mundo”, continua o texto.


A maior flexibilidade

Além disso, Brett Jarman, diretor executivo da associação, explica: “enquanto muitos combustíveis e tecnologias foram testados em setores específicos, o gás natural já foi testado em uma ampla gama de aplicações através de vários anos.”


“Entre os 11 milhões de veículos a GNV em circulação, existem motocicletas, triciclos, empilhadeiras, automóveis, caminhões, ônibus, tratores, rebocadores em aeroportos, caminhões coletores de lixo, locomotivas de ferrovias e, inclusive, trens de 150 toneladas na Austrália. Podemos acrescentar a isto balsas, barcos de pesca, navios de carga e outras embarcações marítimas. Nenhuma outra alternativa de combustível - nem sequer a gasolina - pode reivindicar o mesmo nível de diversidade que o gás natural”, afirma.


Além da ampla distribuição geográfica do gás natural, Jarman explica que a gama de benefícios dos veículos a GNV demonstra ser atrativa tanto para os responsáveis das políticas governamentais como para os operadores de frotas de todo o mundo: “O gás natural oferece segurança energética, além de razões econômicas e ambientais. É limpo, seguro, confiável, versátil e de fácil acesso”.


O momento ideal


A este significativo momento da indústria também fizeram sua contribuição os principais fabricantes de veículos do mundo. O CEO da Fiat e Chrysler, Sergio Marchionne, foi citado no fim do ano passado no jornal “The Economist”, na seção online “World in 2010”, onde expressou: “O gás natural é a única alternativa real e imediata para substituir a gasolina”. Enquanto que no setor de transporte pesado, Lars Mårtensson, diretor ambiental de caminhões Volvo na Suécia, fez eco ao manifestar que: “o gás metano gás natural é, de longe, o combustível mais acessível como alternativa para substituir o diesel”.


O texto continua enfatizando estas idéias: “Sobram razões para ser otimista entre os membros da indústria, já que nestes dias, e a menos de 100 dias do evento, os organizadores da conferência precisaram mudar de pavilhão - para um maior - ante a quantidade de estandes vendidos para a exposição de três dias”.


Da Itália para o mundo


“Criando uma Revolução no Transporte” é o lema deste ano. “Justificadamente, a Itália foi escolhida como o país anfitrião: sua própria revolução silenciosa levou a indústria do GNV ao lugar mais alto, e fez o gás natural ser o combustível local mais importante. Em 2009 mais de 130 mil veículos a GNV foram comprados dos salões de vendas italianos, o que representa 6% dos veículos novos vendidos, além das 17.500 conversões feitas depois de adquirido o veículo”, continua o comunicado de imprensa.

Além da exposição de três dias, a NGV System Italia - membro afiliado da IANGV - será anfitriã de uma conferência internacional de dois dias e meio. As inscrições para participar da mesma estão abertas agora. Para maiores informações, visite www.ngv2010roma.com.

Fonte: NGV e-marketing, março/10

Voltar