Projeto da Petrobras prevê inicialmente o tratamento de 2,5 milhões de m3/dia de gás

O projeto da Petrobras para a UTG-Sul prevê inicialmente o tratamento de 2,5 milhões de m3/dia de gás. Porém, como faz parte dos projetos da fase II do Campo de Jubarte, que inclui as operações da plataforma P-57, poderá ser também a planta responsável pelo tratamento do gás produzido por meio de poços que atingem a profundidade de reservas em áreas pré-sal. Com isso, já existem estudos sobre a possibilidade de ampliação desta capacidade nominal da planta.

A UTG-Sul será construída no município de Anchieta, em uma área da Samarco, em Ubú, a previsão é de que as obras sejam iniciadas em janeiro de 2008 e a unidade entre em operação em 2009.

O contrato entre Alusa e Petrobras é avaliado em mais de R$ 420 milhões.

Voltar