Petrobras investirá US$ 17,8 bilhões em gás e energia até 2014

Companhia prevê 9.629 quilômetros de gasodutos e 7.484 MW de capacidade de geração elétrica, além de três terminais de GNL até 2013

De 2010 a 2014 a Petrobras projeta investimentos de US$ 224 bilhões. Para o setor de gás e energia, a companhia utilizará 8% desse valor, que corresponde a US$ 17,8 bilhões. A Petrobras prevê 9.629 quilômetros de gasodutos e 7.484 MW de capacidade de geração elétrica, além de três terminais de GNL até 2013.

O investimento para os próximos anos está principalmente focado no desenvolvimento das descobertas da Bacia de Santos, de acordo com o gerente de exploração da Petrobras, Márcio Naumann. O executivo participou do III Fórum Cogen/CanalEnergia - Expansão da Cogeração na Matriz Elétrica Brasileira, em início de setembro/10, em São Paulo.

Entre os polos potencialmente produtores desta Bacia estão Uruguá-Tambaú, Merluza e Mexilhão, sendo este considerado o mais importante deles. O potencial de produção deste polo é de 12 a 15 milhões de metros cúbicos por dia. "Mexilhão está em fase final e deve entrar em operação na segunda quinzena de outubro", estima Naumann.

Entre os projetos de produção de petróleo e gás e de tratamento de gás que estão operando estão a Plataforma de Merluza, com capacidade de escoamento de 2,2 milhoes m³/dia e o projeto Uruguá-Tambaú, que está em operação desde julho deste ano.

Até 2013 a Petrobras deve iniciar operação de outros três sistemas de produção: o FPSO Cidade de Itajaí, nos campos de Tiro e Sídon; o FPSO Cidade de São Paulo, no campo de Guará; e o FPSO Cidade de Paraty, no campo Tupi Nordeste. Entre 2014 e 2017 estão projetados outros oito sistemas, com capacidade média de 150 mil barris por dia e compressão de gás de 5 a 6 milhões de metros cúbicos diários.

Fonte: Dayanne Jadjiski, Agência CanalEnergia, setembro/10

Voltar