Fiscalização vai cobrar ônibus adaptados para cadeirantes

Todas as empresas de ônibus do Estado serão fiscalizadas a partir do segundo trimestre deste ano, entre abril e junho, pelo Instituto de Pesquisas e Medidas do Estado (Ipem-ES). Se alguma delas não seguir com as normas da lei de acessibilidade será notificada e, no futuro, multada.

Por enquanto, a metade dos ônibus municipais de Vitória e do Transcol tem mecanismos de acessibilidade a todos, incluindo cadeirantes, idosos, obesos e cegos com cão guia, como determina as normas do Conselho Nacional de Trânsito.

Os sindicatos das empresas de transporte (Setpes e GVBus) afirmam que até o final de 2014 a frota terá 100% do serviço atendido. "A data foi definida em conjunto com as empresas, com o Ministério Público, com a Ceturb-GV e com a Secretaria de Transporte de Vitória", afirma o diretor-presidente da GVBus, Elias Baltazar.

Apesar do acordo, haverá fiscalização neste ano, afirma Alex Mariano, diretor-presidente do Ipem-ES. O prazo para adaptar os veículos fabricados antes de 2009 acabava em 31 de dezembro do ano passado, mas poucas empresas cumprem o exigido.

"Eles não precisam ter o acesso a cadeirantes com a plataforma elevatória, mas a sinalização, piso, acentos e degraus podem ser modificados. Desde 2009, os veículos mais novos já saem de fábrica respeitando a lei", diz o diretor-presidente da Associação Nacional dos Organismos de Inspeção, Carlos Bressan.

Fonte: Gazeta Online

Voltar