Novo projeto do DetranES propõe a reciclagem de veículos apreendidos

Reciclagem de veículos apreendidos, essa é a nova proposta do Detran|ES, que foi apresentada nesta segunda-feira (06) aos representantes estaduais do Ministério Público, Procuradoria Geral, Secretaria de Estado de Controle e Transparência, Secretaria de Meio Ambiente e Tribunal de Contas do Estado.

O projeto foi apresentado pelo presidente da Comissão de Leilão do órgão, juntamente com o agente da Polícia Civil e perito em vistoria veicular, Vitor Alfredo. A proposta tem como base os leilões realizados há 30 anos nos Estados Unidos, em que 95% dos veículos arrematados passam por esse processo.

No novo procedimento, o comprador do lote deverá retirar todos os fluídos contaminantes (gasolina, óleo, bateria, etc.) presentes nos veículos, evitando a ocorrência de futuros danos ambientais. Além disso, a prensagem deverá ser feita no pátio onde eles se encontram e depois encaminhados a uma usina para a reciclagem.

Esse modelo de leilão é realizado com a parceria de grandes empresas que compram os lotes prensados, trituram e separam os materiais como aço, plástico, borracha, cobre e alumínio e os reaproveitam em suas linhas industriais.

O presidente da Comissão de Leilão do Órgão, Jadir Tosta Junior, ressaltou o objetivo do encontro: "Nós queremos mostrar que o leilão usual de sucatas, realizado no Brasil inteiro pelos Detrans e outros órgãos, não é a melhor solução para diminuir o número de veículos nos pátios. Vamos apresentar a nova proposta e esperamos contar com a colaboração e o apoio dos demais órgãos".

Tosta Júnior disse também que o novo método de reciclagem irá evitar a prática de atos ilícitos com veículos provenientes do leilão. O diretor geral do Detran|ES, Fábio Nielsen, falou sobre a expectativa em relação ao projeto: "Nós vemos pátios abarrotados, carros empilhados, mas, com a implantação desse projeto, em poucos dias veremos outra situação. Nós queremos dar o exemplo".

Fonte Detran -ES

Voltar