Blocos de petróleo no Espírito Santo são leiloados pela ANP por R$ 110 milhões

Os campos de exploração de petróleo do Espírito Santo, entre marítimos e terrestres, ofertados na 9º Rodada de Licitação de Áreas da Agência Nacional do Petróleo, nesta terça-feira (27) foram arrematados por um valor total de R$ 110,8 milhões. Das 16 áreas que seriam negociadas, apenas duas não foram ofertadas. Veja as tabelas completas com o nome das empresas abaixo.

Os blocos marítimos ES-M-416 e ES-M-418 foram os que alcançaram os valores mais altos: R$ 40,2 milhões cada um. Além dessas, outras três áreas arrematadas serão exploradas pela OGX, empresa de Eike Batista, que superou até mesmo a Petrobras em volume pago em bônus de assinatura, chegando a 15 lotes adquiridos.

A OGX de Eike firmou parceria com a Perenco, que será a empresa operadora dos campos petrolíferos marítimos do Espírito Santo. No total deste lote foram pagos R$ 106 milhões em bônus de assinatura, dos quais R$ 18 milhões foram oferecidos pela indiana ONGC, em sua primeira participação no leilão

Os outros R$ 4,035 milhões arrecadados pelo território capixaba no leilão da ANP vieram dos campos maduros terrestres. A negociação foi realizada com oito dos 10 blocos oferecidos, em uma área total de 231 quilômetros quadrados no Espírito Santo.

Voltar