Aumento da gasolina, triplica vendas de GNV

Corpo de Bombeiros chama atenção quanto aos cuidados com o novo combustível

As vendas de Gás Natural Veicular (GNV) triplicaram na última semana, devido o reajuste de até R$0,40 no valor da gasolina, desde segunda-feira, dia 2. As mecânicas de instalação que estavam acostumadas a vender em média 15 kits por mês, venderam o mesmo número em cinco dias.
O metro cúbico do GNV também teve alta nos valores. Com o aumento do preço da energia, os postos de combustíveis, tiveram uma alta de 30% no custo operacional do gás, o que acarretou um reajuste de R$0,10. O preço que era R$1,99 foi para R$2,10.
Novo combustível, novos cuidados
Quem migrou da gasolina para o Gás Natural Veicular (GNV) deve tomar alguns cuidados que não eram habituais com o combustível tradicional. De acordo com o tenente Renan Fernandes, do Corpo de Bombeiros de Criciúma, a primeira questão a ser notada por quem for realizar a instalação do kit, é verificar se o estabelecimento e o cilindro são registrados e certificados pelo INMETRO.
Após verificar determinada medida, veja algumas precauções que devem ser tomadas, conforme o tenente Fernandes:
• A cada cinco anos é necessário realizar o teste hidrostático para readequação do cilindro, atualmente os cilindros autorizados são os de quinta geração (amarelo), aqueles que ainda estão com o cilindro rosa, estão sujeitos à multa e retenção do veículo.
• Realizar alteração da documentação do veículo.
• Usar no para-brisas do veículo um selo informando que possui GNV.
• Ao abastecer, é necessário sair do veículo. O carro deve estar 'aterrado' para minimizar a eletricidade estática.
• Se sentir cheiro de gás no interior do carro, antes de ligar, é preciso que todas as pessoas saiam do veículo, abrir todas as janelas e portas, e esperar que o cheiro saia por alguns segundos. Depois, fazer o teste e ligar o automóvel.
• Nunca utilizar o GNV no gás de cozinha.

Fonte: Engeplus - Nótícias e Economia

Voltar