IQT - Alerta: Cuidados na Instalação do Kit de GNV

Ao decidir fazer a conversão de combustível para Gás Natural Veicular - GNV, o proprietário do veículo deve ter alguns cuidados que vão além da escolha do melhor preço oferecido no mercado.
Antes de fazer a instalação, deve ser feita uma avaliação das condições do veículo, verificando se existem problemas, na parte mecânica e elétrica, que poderão interferir no seu funcionamento futuro.
Outro cuidado é verificar se a oficina instaladora está registrada pelo Inmetro e em dia com seu Certificado de Registro de Instalador - CRI, o que significa que o instalador passou por uma avaliação técnica exigida a cada 18 meses, realizada pelos Órgãos Delegados do Inmetro nos estados. Para consultar a relação de instaladores registrados no país, o proprietário do veículo pode acessar o site do Inmetro (http://www.inmetro.gov.br/inovacao/oficinas/) ou entrar em contato com a ouvidoria do Instituto (0800 - 285-1818).
Ao realizar a instalação do sistema de GNV, o cliente deve exigir da oficina o atestado da qualidade do instalador registrado - documento que contém os dados do veículo e do proprietário, todos os componentes utilizados (com a identificação da certificação) e as notas fiscais do sistema e do serviço de instalação.
Após esta data, o proprietário do veículo tem o prazo de cinco dias corridos para realizar a inspeção, que dever ser realizada em um dos organismos de inspeção acreditados pelo Inmetro. Aprovada a inspeção, o mesmo receberá o Certificado de Segurança Veicular - CSV e o selo do Inmetro, que poderá ser guardado junto com o documento do veículo ou aplicado no pára-brisas. A inspeção do veículo com sistema de GNV deve ser feita anualmente.
Na vistoria, além do kit gás são itens de avaliação: fixação do cilindro, local onde foi instalado e por onde passa a tubulação do gás, itens como suspensão, direção, freio, sistema de emissão de poluentes, parte elétrica, extintor e pneus.
Quadro Atual
Terceiro país em uso de GNV no mundo, o Brasil tem hoje uma frota de um milhão de veículos rodando com o combustível, entre transportes pesados e leves, os chamados carros de passeio.
Implantado no Brasil desde 1984, o Programa de GNV está sob a gestão do Denatran (legislação), Inmetro (qualidade e segurança), Ibama (meio ambiente) e da Agência Nacional de Petróleo - ANP (distribuição) e, atualmente, está em uso em 17 estados, com uma média de 18 mil instalações ao mês.
Mais informações:
Assessoria de Imprensa do Inmetro
Tel: 2563 2922/2810

Voltar