Aporte de gás natural aumenta no Rio

A oferta de gás natural no Estado do Rio vai aumentar em 5,5 milhões de metros cúbicos entre dezembro e janeiro. A dose extra do insumo será garantida pela entrada em operação, ainda neste dezembro/07, do gasoduto Cacimbas-Vitória. Até o fim de janeiro, a diretoria de Gás e Energia da estatal inaugura o gasoduto Vitória-Cabiúnas. Os dois trechos, de 129 e 300 quilômetros, respectivamente, trarão para o Rio de Janeiro o gás produzido na Bacia do Espírito Santo.


A oferta adicional anunciada pela estatal equivale a mais da metade dos 7,5 milhões de metros cúbicos repassados mensalmente à CEG. As usinas termelétricas terão prioridade no fornecimento, segundo a Petrobras.


O Estado do Rio planeja inverter a escala de prioridade determinada pelo governo federal. Assim, residências, usuários do gás veicular e indústrias teriam abastecimento garantido. As termelétricas seriam estimuladas a usar óleo combustível em vez do gás natural.


A estatal, agora, espera o sinal verde da ANP para dar início às obras do terminal de regaseificação do GNL (gás natural liquefeito), na Baía de Guanabara. A Feema já concedeu o licenciamento ambiental do projeto, capaz de processar 14 milhões de metros cúbicos de gás. A unidade deve entrar em operação no primeiro semestre de 2008.



Fonte: Flavia Oliveira, “O Globo”/Nicomex Notícias, dez/07.

Voltar